Feed
Posts

Que gato medroso!

Conversa entre amigos

Sadik estava dormindo no meu colo quando meu marido ligou o aspirador de pó. Para quê? O Sadik entrou em pânico. Ele apressou-se para fugir que até me arranhou, coisa que ele nunca faz. Ele estava tão assustado que só apareceu uma hora depois.

Eu nunca vi um gato que não tenha medo de muito barulho. É só ligar o secador de cabelo ou o liquidificador, e Sadik corre para se esconder debaixo do sofá.

Quando eu morava no Brasil, meus gatos, Beibe e Dolly, “morriam de medo” no dia 31 de dezembro. Sabe por quê? Os fogos de artifício. Era comum os dois gatos sumirem, e quando apareciam no dia seguinte, estavam cheios de teias de aranha. Os dois se escondiam em algum canto da casa e ninguém conseguia localizá-Ios.

Você sabe por que Sadik, Beibe e Dolly sentem tanto medo do barulho? Foi a mãe deles que ensinou isso a eles. Um barulho grande podia ser um cachorro ou outro animal ameaçador. Os gatos fogerndo barulho para se protegerem, para não serem machucados pelo inimigo. Nós sabemos que o aspirador, o secador e o liquidificador não são inimigos, mas Sadik não sabe disso. Ele aprendeu que deve correr e se esconder ao ouvir um barulho grande. Coitado do Sadik! Eu posso explicar as coisas para ele, mas ele não entende o que eu falo. Ele não consegue controlar seu medo. Ele vive assustado.

Eu estou contente porque não sou gato. Imagine ficar com medo cada vez que alguém liga o liquidificador! Eu conf~sso que tenho medo. Eu tenho medo quando eu ouço um barulho estranho durante a noite. Geralmente eu puxo os lençóis para cobrir a minha cabeça. Eu ajo igual ao Sadik, que se esconde debaixo do sofá. Mas há uma diferença. Eu posso parar e pensar. O que é esse barulho? É a geladeira? Então, não preciso sentir medo!

Não sei de onde vem o barulho! Posso conversar com Deus. “Deus, não sei que barulho é esse. Confio em ti para cuidar de mim. Ajuda-me a não sentir medo.” Sabe o que acontece depois? Eu durmo. Não preciso entrar em pânico. Não preciso fugir, nem me esconder.

Eu gosto muito de Sadik, mas estou contente que eu sou eu. Não preciso viver assustada. Eu posso confiar em Deus quando tenho medo.

Um abraço tranqüilo,
Peggy

Um abraço medroso,
Sadik

Deixe uma mensagem

Spam Protection by WP-SpamFree